Clube Land Rover ajuda Bombeiros de Alcochete

Clube Land Rover ajuda Bombeiros de Alcochete

Certo dia no “mail” do Clube Land Rover de Portugal surgiu um pedido de socorro… dos bombeiros de Alcochete.
Pedidos de socorro até não são raros. Alguém quer saber o número de uma peça, onde encontrar este ou aquele acessório mas… os bombeiros?
Nós é que lhes ligamos… quando a casa arde, quando a garagem inundou, quando o gato sobe para a árvore ou quando é necessário um salvamento.
Mas desta vez foram os bombeiros que pediram ajuda… para o Defender do Comando dos Bombeiros Voluntários de Alcochete.

O veículo é um Defender 90 Td5 utilizado, quer como posto de comando, quer como reboque do barco da corporação, colocando-o frequentemente na água. E aqui é que residia o problema. Embora Alcochete seja à beira Tejo, o rio é salinizado. Conclusão: o pequeno Defender tinha as portas e o chão podres.
Por esta razão e por as verbas escassearem, o comandante dos Bombeiros Voluntários de Alcochete pediu ajuda.
Como a causa era meritória e por que o Clube está apostado a preservar os veículos da marca, despachou-se o Carlos Paulino e o João Pulido – tipo veículo de primeira intervenção – para verem o estado do Land Rover.
Não era bonito. Levantavam-se os tapetes e via-se o alcatrão passar, as portas tinham visto dias melhores e estavam destinadas à reciclagem de metal. O castanho da ferrugem contrastava com o vermelho da viatura.

Face a tal cenário, a direcção do CLRP decidiu ajudar. Restava saber como, já que a reparação se apresentava como dispendiosa, quer em material, quer em mão-de-obra.
A questão da mão-de-obra ficou rapidamente resolvida já que todos se voluntariaram para ajudar e o Frederico Gomes e a Autotranscais Lda predispuseram-se a reparar a viatura nas suas oficinas, fornecendo a mão-de-obra e a ferramenta.
Rapidamente nos pusemos em campo para arranjar as portas, as quais vieram a ser conseguidas em segunda mão, em boas condições e por um preço razoável.
O chão seria reparado substituindo os podres e colocando um chão novo e, de caminho, o Defender levaria amortecedores novos, oferta do João Leal.
Restava um problema: o dinheiro.

Os valores em causa teriam de ser obtidos de alguma forma e foram-no no melhor espírito Land Rover possível: através dos nossos sócios que ajudaram na angariação da verba. De facto, a eles se deve em larga medida o êxito do projecto.
Assim, no passeio de Alenquer, levado a cabo em Março de 2012, uma parte do preço da inscrição estava destinado a ser gasto nas portas e materiais necessários ao pequeno Land Rover dos bombeiros.
E foi com satisfação que, no final do passeio, era claro que obteríamos a verba necessária à reparação do Defender.

Adquiridas as portas, foi o Defender recolhido e levado para a oficina onde, com carinho e dedicação, o “90” foi reparado e trazido à sua anterior glória, ostentando as cores dos Bombeiros de Alcochete e pronto a servir por longos anos as gentes de Alcochete.
Devolvido à sua casa o pequeno Defender estará, com toda a certeza, a desempenhar aquilo para que foi concebido: ultrapassar todos os obstáculos à sua frente, transportar todos os equipamentos e pessoal, rebocar carga e servir de plataforma de comando.

O Defender ostenta agora os dizeres “Para que se possa sempre ajudar – CLRP” que traduz o empenho do Clube Land Rover de Portugal em ajudar aqueles que, escolhendo o Land Rover como veículo de eleição, nunca hesitam em ajudar quem quer que seja, independentemente do veículo que utilizem.

RUI TEIXEIRA

DEIXE UM COMENTÁRIO