Expedição à Mauritânia 2016

Expedição à Mauritânia 2016

Este ano o Clube Land Rover de Portugal foi aventurar-se à descoberta de um destino mítico no norte de África com uma expedição à Mauritânia.

Expedição à Mauritânia 2016

O Clube Land Rover Portugal levou a cabo entre os dias 6 e 21 de Fevereiro uma expedição à Mauritânia.

Atravessando Marrocos numa distância de cerca de 3.000 Kms até à fronteira com a Mauritânia percebemos pela sua extensão que África acaba sempre por nos surpreender cada vez que a visitamos apesar de já termos estados em Marrocos com o Clube Land Rover Portugal diversas vezes.

A seguir a fronteira de (Marrocos) com a fronteira da Mauritânia entramos numa das mais míticas pistas de todo terreno do mundo a famosa pista do comboio com cerca de 600 km de extensão acompanhámos em pista, por trilhos com maior dificuldade pois muitas vezes estão tapados com dunas, a linha do comboio de transporte de minério por muitos considerado o segundo maior do mundo com cerca de 3 Kms de comprimento.

Pais quase plano, com as suas grandes planícies, a Mauritânia proporcionou a todos os participantes que se aventuraram nesta expedição momentos de rara beleza nas suas pistas intermináveis. Com um enorme controle fronteiriço, e também nas estradas principais sentimo-nos sempre em segurança e fomos sempre interpelados pelas autoridades locais com amabilidade e hospitalidade. Aliás por todos os locais por onde passamos fomos sempre bem recebidos.

Choum, Atar, Chingetti, Ouadana (Património Maundila da Unesco) povoações que antigamente tiveram uma enorme importância nas diversas rotas comercias transsaharianas e que tivemos oportunidade de visitar e sentir o viver das suas gentes antes de chegarmos à capital Nouakchott.

Situada na costa atlântica do Deserto do Saara, com uma população estimada em cerca de 1 milão de habitantes e com um transito permanentemente caótico vale a pena visitar o o Museu de Nouakchott, e o Mercado da Prata de Nouakchott e claro as praias.

Rumo ao Parque Nacional do Bank de’Arguin passando por Nouâmghâr os participantes fizeram as suas delícias na pista de praia que tem cerca de 150 Kms de distância.

Situado na costa oeste da Mauritânia e designado Património Mundial da UNESCO em 1989 o Banco d’Aerguin foi constituído como reserva natural para proteger a nidificação de várias aves migratórias e a pesca cuja contribuição é significativa para a economia do país.

Com um excelente espirito de entre ajuda e boa disposição entre todos os participantes, e com o reconhecimento de todos de que é foi experiência pessoal única fica a eventualidade o Clube Land Rover Portugal vai repetir esta expedição nos próximos anos.

DEIXE UM COMENTÁRIO